Investimento em franquia é mais rentável que poupança e pode acumular até 20% ao ano

Economistas atestam que o aforro já não é mais um bom negócio e outras modalidades surgem como alternativa de aplicação financeira

Muitas pessoas se preocupam em guardar dinheiro para casos de emergência ou, até mesmo, pensando em um futuro mais tranquilo. Para isso, o caminho mais utilizado é a poupança, modalidade na qual parte da renda não utilizada é guardado para outro momento posterior.

Economista, Lamartine Dourado Cavalcante

Mas este modo de investimento já teve seus tempos de glória porque, antes, era rentável e uma garantia de tranquilidade financeira para muitas pessoas. No entanto, hoje, isso mudou drasticamente.

Segundo o economista Lamartine Dourado Cavalcante, a poupança projetada com base na taxa Selic, rende, em média, 4,55% ao ano. “A poupança tem referencial com a Selic, atualmente em torno de 6,5%, que o próprio Banco Central utiliza para remunerar os títulos públicos. Como tem uma regra que diz que abaixo de 8,5% eles só pagam 70% da Selic para remunerar poupança, hoje, ela gira em torno de 4,5% ao ano. E ainda entra a correção TR oferecida pelo governo. Assim ela pode chegar, no máximo, a 7% ao ano de rendimento, mas ainda sim, é difícil por ser uma taxa muito alta”, afirma.


Franquias são alternativa positiva para investidores

Visando ampliar seu mercado de atuação, muitas empresas do setor de franchising estão abrindo novas possibilidades para rentabilizar o negócio e que, no mesmo passo, geram rendimento muito mais positivo do que a poupança para seus investidores.

Como exemplo, a Mundo Cheff, primeira franquia de utensílios culinários do Brasil, que já possui outros três modelos de negócios, apresentou no mês de outubro de 2018 sua nova modalidade de cotas. “Neste modelo, o interessado investe na quantidade de cotas que desejar, sendo que cada uma custa R$10 mil. Este investimento será aplicado em novas unidades que serão gerenciadas por nós, ou seja, o trabalho é todo da Mundo Cheff, que vai garantir que o negócio gere resultados. O investidor apenas receberá o percentual mensal do seu aporte”, conta Rodrigo Chiavenato, um dos sócios da empresa de gastronomia.

Neste caso, a rentabilidade do parceiro é de 1,65% ao mês, sobre o investimento aplicado. Ou seja, se o interessado inverter uma cota de R$ 10 mil, ele terá no acumulado de um ano o valor de resgate de R$1.980 mil, que representa 19,8% do total investido, 15,25% a mais de rentabilidade se comparado à poupança.

Ainda, conforme aponta Rodrigo, o investidor pode reaver o valor investido ao final do contrato de dois anos, ou reinvestir na empresa se desejar. “Após 12 meses devolvemos metade do valor de investimento e, ao final de 24 meses, os outros 50%. Com isso, fica ao critério do nosso parceiro recuperar o valor ou fazer um novo investimento em outro contrato de dois anos”, diz.

Lamartine é categórico ao confirmar o benefício deste tipo de empreitada. “ Qualquer investimento que não seja de muito risco, é melhor do que a poupança”, afirma. E ele ainda vai além, “o retorno que a franquia oferece, com os produtos e com a estruturação do ramo dela, é muito superior do que qualquer nível de aplicação de mercado. Ou seja, ela aposta em consumidores e, assim, o investidor vai estar seguindo uma empresa estruturada que vai ter o seu retorno em cima do consumo. Hoje, se alguém tem uma reserva e tem coragem, pode investir com tranquilidade porque o retorno vai ser muito positivo”, finaliza.

Mundo Cheff®

A Mundo Cheff®, pioneira franquia de utensílios culinários no Brasil, fundada em 2010 pelos irmãos Rodrigo e Ronaldo Chiavenato, iniciou suas atividades com sua loja virtual voltada principalmente ao segmento de cozinha industrial e comercial, até setembro de 2012, quando inaugurou sua primeira loja física.

Neste período, por conta do “boom” imobiliário, e do aumento dos espaços gourmet em condomínios, o conceito da Mundo Cheff® mudou e, os irmãos Chiavenato enxergaram uma nova oportunidade de negócio, já que a demanda existia e era exponencialmente crescente.

Após quatro anos de viagens, pesquisas (dentro e fora do Brasil) e testes, com o único objetivo em desenvolver um conceito inovador e democrático para o consumidor final, a Mundo Cheff® iniciou uma loja modelo com o processo de estruturação do sistema de franchising na marca, em meados de 2015.

Com isto, a missão da Mundo Cheff® é ser o lugar certo para pessoas que buscam transformar os espaços de suas casas para aprimorar a convivência com amigos e familiares e reavivar o prazer de recebê-los em seu lar.

O pioneirismo da Mundo Cheff® se dá em diversos aspectos: além de ser a primeira franquia de utensílios culinários do Brasil certificada pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), ela tem como objetivos a democratização, atendimento premium e satisfação dos clientes.

A chancela da ABF, um dos órgãos mais respeitados no mundo relacionados ao sistema de franquias, assegura a seriedade do trabalho da Mundo Cheff®.

Além disso, a marca conta como sócio o cozinheiro Raul Lemos, um dos mais famosos do Brasil, que fortalece ainda mais o negócio. Ele tem como missão na sociedade da Mundo Cheff® criar produtos, ativações e gerar experiências gastronômicas diferenciadas aos clientes e franqueados da marca.


Contato para a imprensa:
Rafael Gmeiner
Assessor de imprensa da Mundo Cheff®
rafael@vitalcomunicacao.inf.br
(11)9.4398-1910
Skype: rafael.gmeiner
www.vitalcomunicacao.inf.br